10 vantagens de trabalhar em casa

10 vantagens para você ter qualidade de vida.Muito se fala das vantagens de trabalhar em casa, mas na hora de relacionar todos estes pontos, as vezes a gente acaba se confundindo, o que acaba atrapalhando a análise da opção por adotar esse modelo de trabalho.

10 vantagens

Essa nova modalidade de trabalho vem sendo procurada e difundida a cada dia mais. Trabalhar em casa é o sonho de muitas pessoas ao redor do mundo, mas cada vez mais pessoas estão conseguindo conquistar esse objetivo e o Brasil é um dos países onde esse modelo de trabalho só cresce.

Com o grande avanço da Internet surgiu também a oportunidade de pessoas comuns desenvolverem suas atividades profissionais sem saírem de suas casas, o que é uma opção repleta de vantagens e a partir de agora iremos listar as dez principais vantagens de trabalhar em casa. Vamos a eles então.

1 – Ganho na qualidade de vida

A opção de trabalhar em casa pela Internet pode te gerar uma mudança comportamental em seus hábitos, já que devido a correria do dia a dia muitas vezes não sobra tempo para uma alimentação saudável ou para praticar alguma atividade física.

Como você decide o horário em que vai trabalhar, fica mais fácil para se organizar e colocar na sua rotina hábitos mais saudáveis.

2 – Comodidade no ambiente de trabalho

O fato de trabalhar em um Home Office se torna muito mais cômodo por que você não precisa se preocupar com trânsito, ônibus ou metrô lotado para se deslocar até a empresa onde muitas vezes a rotina estressante fatalmente acaba influenciando na sua produtividade.

O tempo que você perde preso em engarrafamentos pode ser aproveitado e muito mais produtivo no conforto da sua casa, como no próximo item.

3 – Tempo extra para se dedicar à família

Muitas vezes com a correria do dia a dia, acaba não sobrando tempo para se dedicar a sua família, já que você perde muito tempo preso no trânsito.

Uma das vantagens de trabalham em um home office é que este modelo lhe proporciona uma flexibilização de horário de tal forma que você consegue dedicar muito mais tempo aos seus entes queridos garantindo assim mais qualidade de vida.

4 – Flexibilidade de horários

Essa é uma das vantagens de trabalhar em casa que é mais valorizada por muitas pessoas. Nesse modelo você pode fazer seus horários de acordo com as tarefas do seu dia a dia.

É comum que ocorram atrasos nas atividades diárias como em fila de banco ou surja algum imprevisto no decorrer do dia, e nesse caso situações assim não impedem que você cumpra as suas tarefas do trabalho, pois basta estender um pouco mais o horário e isso não afetará sua produtividade.

Há também aquelas pessoas que têm mais concentração ou são mais produtivos durante a madrugada, sendo assim, fica ainda melhor resultado.

5 – Economia de gastos

Essa modalidade de trabalho garante cortes consideráveis em gastos, como transporte alimentação em restaurantes, etc.

Com gastos assim sendo cortados a sua renda final será muito superior comparada a se você trabalhasse como funcionário de uma empresa.

6 – Conforto

Ao trabalhar em casa você terá o conforto que sempre desejou em seu local de trabalho, podendo organizar tudo a sua maneira criando assim mais uma motivação para efetuar seu trabalho com mais produtividade e criatividade.

7 – Você define os seus ganhos

Trabalhar em casa significa que você é seu próprio patrão, então você controla seu dinheiro.

No início, como em todo negócio, o trabalho pode ser cansativo, exaustivo e estressante, mas depois que seu negócio estiver montado você pode dedicar seu tempo a outras formas de ganhos.

Com isso não existe limites de ganhos e você pode faturar com ganhos interessantes e quem determina o limite dos seus ganhos é você mesmo. Para muitas pessoas essa é a maior das vantagens de trabalhar em casa.

8 – Muito menos pressão

Quem opta por trabalhar em casa se livra da pressão que geralmente existe em uma empresa por parte do chefe ou do empregador.

Em ambientes assim muitas vezes há um grande desconforto em razão da pressão que o funcionário sofre por parte do chefe ou até mesmo dos colegas de trabalho.

Isso faz com que a produtividade não seja satisfatória e com isso haja um, certo desânimo em realizar suas atividades.

Trabalhando em casa você fica totalmente imune a esse tipo de situação, já que você cria o ambiente propício para sua alta performance,  sem a influencia negativa de certas situações desagradáveis.

9 – Menos interferências externas

Muitas vezes sofremos interferências de outras pessoas nas nossas atividades diárias. O fato é que isso ocorre de maneira comum em ambientes de trabalho por que você não trabalha sozinho quando você é um funcionário de uma empresa.

Outras pessoas fazem parte do seu convívio profissional e isso faz com que aja uma iteração nem sempre positiva.

Quando se opta por ter como local de trabalho a sua própria casa, essas interferências simplesmente, deixam de existir, já que você é o dono do seu próprio negócio e define seu modo de trabalhar e não precisa prestar contas, ficando assim menos sujeito a esse tipo de situação.

10 – Auto gerenciamento profissional

Você se torna capaz de gerenciar a si mesmo, incluindo aí a habilidade de administrar de forma eficiente e segura suas rotinas e responsabilidades .

Dessa maneira você se torna ainda mais disciplinado devido a necessidade de manter a disciplina para ter uma rotina de trabalho satisfatória

Uma opção a ser avaliada

A modalidade de trabalho em casa tem crescido muito nos últimos tempos devido as inúmeras vantagens que esse tipo de trabalho oferece.

Aqui estão apenas algumas das inúmeros vantagens de trabalhar em um home office, porém é necessário atentar para alguns pontos que devem ser levados em consideração como a perda de privacidade pessoal, excesso na carga de trabalho ou até mesmo o isolamento social.

Trabalhar em casa!Como ter sucesso!

Trabalhar em casa com a crise no mercado cada dia mais as pessoas estão procurando formas alternativas de ganhar um dinheiro em casa. Seja como principal profissão ou como uma renda extra. Uma das formas que vem sendo escolhida é trabalhar em casa. Os motivos são vários, cuidar dos filhos, a comodidade e muito mais.

trabalhar em casa

Dá para ganhar dinheiro trabalhando em casa?

Vivemos em uma era tecnológica que muito pode ser feito pelo computador ou celular. Isso facilita a vida de quem prefere ou precisa trabalhar de casa, pois não só algumas coisas podem ser adiantadas, como tudo pode ser feito sem sair do conforto do seu lar.

home office, do português trabalho de casa, é a prova disso. Cada dia mais a variedades de trabalhos nessa área aumenta. São exemplos dessas profissões o jornalista, escritor, contador, designer e muito mais. São inúmeras as possibilidades para quem precisa optar por esta forma de renda.

Trabalhar em casa:O que é um empreendedor digital?

Com a expansão da tecnologia e da Internet, as loas sentiram a necessidade de adentrar esse meio. São poucas das grandes marcas que não possuem uma versão da sua loja virtual. Isso porque, com a correria do dia-a-dia, as pessoas buscam praticidade, e fazer compras sem sair de casa se inclui nisso.

O empreendedorismo digital é sobre isso, sobre começar um negócio, empreender porém on-line. Seja vendendo o seu próprio produto, alguém que você mesmo faça, ou produtos de terceiros. Você pode ter um blog, mas lucrar com patrocínios de produtos de grandes marcas.

Para adentrar nesse meio, você deve iniciar por uma área que tenha conhecimento, seja seu produto ou não. Porque mesmo não sendo você o produtor daquele serviço, você deve saber o que está indicando para quem você está influenciando. Pois isso dirá a sua credibilidade, e você quer se o consumidor do seu trabalho confie em você e em o que você tem a oferecer.

E não pense que por seu trabalho ser na Internet, será mais fácil do que quem acorda cedo todos os dias. Você deverá estudar e se esforçar muito para alcançar o seu objetivo. Procure livros e artigos sobre o assunto para ter um embasamento melhor e saber de onde partir.

Trabalhar em casa:que é um freelancer?

Um freelancer é um profissional autônomo, que presta serviços por um período determinado, sejam essas pessoas físicas ou empresas. Também conhecido por freela, ele é um profissional liberal.

Esse tipo de profissional vem surgindo cada vez mais porque o desemprego é um ponto forte nos últimos tempos, além dos salários baixos e dos horários inflexíveis. Quando você trabalha por conta própria, você faz os seus horários e o seu salário depende do seu esforço e capacidade. Essa profissão está diretamente ligada com quem trabalha home office, já que a pessoa pode trabalhar de casa ou não, dependendo do seus serviço.

Conheça a profissão de Programador

O programador é um profissional que trabalhará desenvolvendo partes de um produto de software, ou o software completo. Sejam sistemas, aplicativos, portais e muito mais. E você também pode trabalhar como programador freelancer, abrindo sites, por exemplo. Ou até mesmo abrindo a sua própria agência de desenvolvimento.

Existem diversas linguagens de programação, que são como uma grande biblioteca de funções, métodos e instruções para o programador desenvolver programas. Mas podemos destacar como as dez linguagens mais populares atualmente:

  1. Java
  2. C
  3. C++
  4. C#
  5. Python
  6. VB .NET
  7. PHP
  8. JavaScript
  9. Delphi/Object Pascal
  10. Swift

E uma das áreas da programação que vem crescendo muito é a de games. E o IM possui um curso incrível e muito completo de Programação de Games. Os alunos aprenderão como desenvolver diversos tipos de games por meio de atividades práticas e interativas. Como bônus, os estudantes criam interesse nas áreas de maneira lúdica e atrativa. E em dois módulos, além de você sair sabendo tudo sobre a programação de games, saberá também sobre o mercado de trabalho e como começar nessa área.

Conheça a profissão de Designer Gráfico

O designer gráfico vem sendo muito procurado não apenas pelas pesso físicas, mas também por muitas empresas para trabalhos terceirizados e de freela. Ele poderá desenvolver diversas artes e peças para campanhas publicitárias, revistas, entre outros. E as empresas buscam por alguém que possa criar logos, produzir materiais gráficos e muito mais.

E se você se interessa em fazer um curso profissionalizante na área, o Instituto Mix te oferece essa opção. Para mais informações, acesse aqui.

Conheça a profissão de Manutenção de Computadores

Uma outra profissão que oferece a opção de trabalhar como freelancer e até mesmo em casa, é na manutenção de computadores. Você irá fornecer a manutenção, limpeza e conservação dos computadores.

E o Instituto Mix possui um curso que irá lhe ensinar sobre a montagem e manutenção de computadores, redes e notebooks. O curso tem como objetivo capacitar o aluno para atuar nesta, que é uma das áreas mais procuradas no segmento da tecnologia. Auxiliá-lo a desenvolver competências relativas à execução de formatação, montagem e desmontagem de computadores, reparar danos causados na placa-mãe e muito mais.

Trabalhar em casa:Conheça a profissão de Gestão de Mídias Digitais

Essa é uma das profissões mais recentes que temos e que segue em constante crescimento. E como as mídias digitais são canais importantíssimos para uma estratégia de marketing digital, as empresas procuram profissionais na área para prestar serviços como freelancer em seus negócios. Ou seja, o mercado de trabalho é amplo e vasto para se explorar.

E se você se interessa na profissionalização da área, pode saber mais sobre o curso que o IM oferece. No curso de Gestão de Mídias Digitais do IM você irá aprender mais sobre como:

  • criar estratégias de marketing digital;
  • impulsionar conteúdo nas plataformas digitais;
  • melhorar a imagem de empresas nas redes sociais;
  • vender mais Online;
  • gerar engajamento com o público-alvo.

Ser produtivo!Ao trabalhar em casa

Ser produtivo ao trabalhar em casa.O formato de trabalho que está crescendo, é comum ter dúvidas sobre a melhor forma de se trabalhar fora da empresa.

 produtivo

Vantagens como exclusão do tempo de trajeto, flexibilidade e redução de custos como infraestrutura estão tornando a prática do home office cada vez mais comum no Brasil. Seja em empresas que funcionam 100% dentro desse esquema ou em organizações que oferecem o benefício ao colaborador em determinados casos. 

Com o aumento dessa prática e cada vez mais gente se adaptando à possibilidade de trabalhar fora dos escritórios, é normal ter dúvidas sobre o que pode ser feito para que o trabalho remoto tenha a mesma qualidade e eficiência de um serviço realizado dentro de um escritório.

Abaixo, apresentamos sete dicas que podem ser úteis para auxiliar quem está conhecendo esse novo formato ou ingressou de vez no trabalho à distância, confira:  

1 – Ser produtivo:Tenha um espaço dedicado para o trabalho 

Em um mundo ideal, seria importante ter um cômodo da casa reservado apenas ao trabalho, para que seja possível se concentrar ao máximo nas tarefas corporativas e não ser incomodado ou se preocupar com aspectos domésticos. 

Porém, já que a realidade costuma ser mais compacta, vale a pena escolher um espaço dentro da casa e “fixá-lo” como escritório temporário. Dessa forma, você acaba criando o hábito de trabalhar em um mesmo lugar e seu subconsciente consegue adquirir de forma mais fácil a concentração e disciplina que existem no escritório. 

2 – Ser produtivo:Desenvolva uma agenda 

Não estamos falando apenas da relação de tarefas que você precisa executar no dia, mas sim em desenvolver uma rotina que envolva acordar no mesmo horário e trabalhar durante o mesmo período de horas. Seguir um estilo de vida regrado quando se fala em horário permite que a pessoa se envolva com mais naturalidade no dia a dia do trabalho  

O ser humano é, por padrão, uma criatura de hábitos. Por isso, as tarefas serão mais eficientes se a pessoa estabelecer uma sequência de ações contínuas durante a semana. 

3 – Ser produtivo:Se arrume como se fosse sair de casa 

Falando de hábitos, esse é um dos mais importantes (e menos adotados) quando se fala em trabalhar fora da empresa.  

Por mais que seja tentador manter o pijama ou usar uma roupa confortável, adotar um dress code próximo aquele que se usa dentro do escritório proporciona um efeito psicológico que é benéfico para quem trabalha em casa. 

E não é necessário se vestir 100% como se estivesse dentro de um prédio corporativo. A regra de ouro é: caso te chamem parar uma reunião urgente, é possível sair de casa em menos de 10 minutos? Escolha o “look” de trabalho sempre pensando nessa regra e você ficará livre de surpresas. 

4 – Ser produtivo:Combine expectativas com seu chefe e colegas 

Um dos pontos que deixam as lideranças mais preocupas ao autorizar o home office é a possível falta de comunicação entre os times, o que pode gerar atrasos em entregas ou mesmo desentendimentos internos. 

De fato, trabalhar dentro do mesmo local traz o benefício de uma troca de informações mais rápida do que enviar uma mensagem e esperar uma resposta. Mas essa questão não é um problema quando todas as partes informam em quais horários estarão trabalhando e como podem ser encontradas em casos pontuais.  

Ter conversas claras com o chefe e colegas é um dos aspectos que facilita de forma significativa essa dinâmica. 

5 – Mantenha contato com o mundo externo 

O que muitas pessoas acabam não percebendo é que o fato de se trabalhar em um escritório promove um alto nível de interação entre as pessoas, o que sempre facilita as conversas e discussões durante a realização de projetos ou esclarecimentos sobre alguma dúvida. 

Quando se trabalha de casa por um período mais longo ou de forma definitiva, esse relacionamento acaba não existindo e os profissionais precisam, então, fazer um esforço consciente para desenvolver ou manter relações construídas anteriormente. 

Seja um almoço, café ou mesmo uma ligação mais longa, invista nesse aspecto da sua vida para não perder contatos que podem ser valiosos no futuro.

Se exercer esse papel mais proativo não é algo feito com naturalidade por você, vale a pena até tratar esse aspecto como outra tarefa da rotina, criando uma planilha de contatos e definindo quando e com quem você conversará na semana. 

6 – Coloque alarmes para levantar e se exercitar 

Quando você está envolvido no trabalho, é fácil passar horas olhando para o computador sem lembrar de que é preciso se levantar e fazer algum exercício (como alongamento) para que o corpo não sobre algum tipo de incômodo por ficar muito tempo parado. 

Para que o home office não se torne um problema em questão de saúde, uma dica é configurar alarmes ao longo do dia para se levantar, alongar as pernas e mesmo dar uma volta pela casa.

Claro que esse hábito é importante para o corpo, mas também ajuda a “descansar” a mente, que pode até se tornar mais produtiva no momento de retornar ao trabalho. 

7 – Intercale momentos do trabalho com tarefas domésticas 

A mente reage muito bem a uma tarefa física seguida de uma tarefa mental. Então, especialmente nos momentos em que você sentir “um branco”, no sentido de não conseguir ou não ter ideias para continuar com a atividade atual, pode ser bastante válido levantar e realizar tarefas simples, mas que distraiam, como lavar a louça ou jogar o lixo para fora.  

Mesmo que seja algo que leve menos de cinco minutos para ser feito, a atenção enviada para realizar essa tarefa acaba desviando o foco no trabalho, o que pode te ajudar renovar as ideias para encontrar com mais facilidade a solução para o problema anterior. 

Trabalhe em Casa!Faz bem!

trabalhe em casa

Trabalhe em casa!Você deveria viver essa experiência ser o modelo padrão porque oferece muitas vantagens para o profissional e organização.

Muitos profissionais sonham em trabalhar em casa, desejando uma rotina de trabalho mais tranquila. Mas o home office (ou teletrabalho) também é uma aposta de empresas preocupadas com a qualidade de vida dos funcionários. De acordo com o professor de economia da Universidade de Stanford Nicholas Bloom, trabalhar em casa deveria ser o modelo padrão.

O docente realizou um teste controlado para analisar os efeitos do trabalho remoto, com funcionários da agência de viagens chinesa Ctrip, e descobriu que aqueles que trabalhavam em casa aumentaram a produtividade em 13%, se mostraram mais satisfeitos, faziam menos pausas e ficavam menos doentes, além de custarem a metade do que os funcionários em escritório para a empresa.

Bloom defende que quem trabalha em casa consegue se concentrar melhor e que é uma relação de ganho mútuo para os funcionários e organização. Além disso, ter mais pessoas trabalhando de casa traz impactos sociais positivos, como menos trânsito e poluição, garante o professor.

E o home office já uma tendência nas empresas brasileiras. De acordo com a última pesquisa da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Tele atividades, 45% das empresas participantes possuem colaboradores que trabalham em casa e 15% estão avaliando a implantação do modelo. 54% dos brasileiros se consideram mais produtivos ao trabalhar em casa.

Trabalhe em casa:O lado negativo de trabalhar em casa

Bloom acredita não haver lado negativo quando se fala em trabalhar em casa. Mas vale lembrar que você estará sozinho e isso pode levar a um sentimento de solidão que pode se desenvolver até em depressão e doenças do coração. Um estudo do banco britânico Aldermore descobriu que 39% daqueles que trabalham em casa se sentiam solitários e 17% sentiam que não tinham controle da própria vida. Contudo, 93% amavam ser o próprio chefe.

Palestrante de psicológica da Universidade Bolton, Rebecca Nowland afirma que quando se trabalha em casa, é preciso fazer com que a socialização seja uma prioridade. Ela recomenda marcar encontros frequentes para tomar um café e conversar sobre a vida. Coach de empresários.

#1 Trabalhe em casa:Crie um pouco de barulho

Você não precisa trabalhar em total silêncio. Deixe a televisão ligada em volume baixo ou coloque uma música de fundo.

#2 Trabalhe em casa:Marque encontros semanais com outras pessoas que trabalham em casa

As saídas podem te ajudar a se conectar com pessoas que entendem o que você está passando.

#3 Use as redes sociais

Como o próprio nome diz, as redes querem que você seja social. Então compartilhe pequenas conquistas, vídeos e fotos engraçados. Não esqueça de responder quem te segue.

#4 Trabalhe fora de casa

Sim, a ideia é trabalhar em casa, mas uma vez por semana você pode escolher um lugar novo para realizar seu trabalho como um café ou um espaço de coworking.

#5 Faça uma pausa

Uma hora você vai ficar cansado de ficar em casa tanto tempo. Dê uma volta pela cidade, nem que seja para passear com o cachorro.

Trabalhar em casa!Veja 4 ideias

trabalhar

Muito provavelmente já passou pela sua cabeça a vontade de trabalhar em casa, sem precisar sair, o tão cobiçado home office. Além da grande probabilidade de aumentar a sua qualidade de vida, ganhar dinheiro em casa te permite ter os seus próprios horários e ainda poder passar mais tempo com a sua família e animais de estimação. 

Esse tipo de emprego, por mais que ainda seja visto como fora do padrão, depois da crise financeira que estamos passando, vem sendo mais em mais desejado, aos olhos dos trabalhadores brasileiros. Os pontos positivos que vêm com essa rotina são muitos, como você poder ter mais tempo para cuidar da sua saúde e poder ter uma alimentação mais saudável, visto que estará dentro da sua própria casa.

Porém, como ganhar dinheiro em casa? Que tipo de negócio montar? A primeira pergunta que você deve responder é o que você sabe fazer? E, principalmente, com o que te daria prazer em trabalhar? Existem diversas opções, tanto online, que tendem a serem mais econômicas, quanto um negócio físico, que podem se encaixar nas suas habilidades. 

1 – Trabalhar com Venda Online

Você sempre sonhou em trabalhar com vendas ou herdou da sua família essa habilidade? Saiba que o comércio online tem se tornado cada vez mais procurado por clientes mundo afora. A comodidade de fazer compras sem precisar sair de casa, além de ter a possibilidade de comparar preços e visualizar todas as possibilidades é um dos maiores atrativos desse tipo de venda. 

Hoje trabalhar com vendas (link artigo Trabalhar com Vendas) é um bom ponto de partida para quem quer começar a trabalhar em casa. Você já pensou que pode estar por trás dessas vendas ganhando dinheiro? Você pode comercializar de tudo, seja roupas, sapatos, acessórios, cosméticos, maquiagens, entre tantas outras possibilidades. É só escolher o produto e analisar a melhor forma de colocá-lo à venda, sendo através de um site especializado, ser revendedora de outras pessoas ou via redes sociais.

2 – Trabalhar com Compra e Revenda de Produtos

Outra forma eficiente de trabalhar em casa, é comprar produtos e os revender, tanto de forma online, como física. Antigamente, pessoas que compravam roupas, por exemplo, em polos grandes de comércio, como o Brás em São Paulo e as revendiam em suas próprias cidades, eram conhecidas como “sacoleiras”.

Hoje essa forma de empreendimento é a fonte de renda de muitos brasileiros, boa parte deles conseguem montar suas próprias lojas físicas, apenas com compra de atacado e revenda. No começo você pode trabalhar com vendas online e depois, se quiser, expandir para um negócio físico.

Existem muitos sites de vendas online em atacado, assim como lojas físicas que vendem produtos em grande escala. O atacado te permite comprar por um preço mais acessível e ter um lucro maior ao revender pelo preço normal do varejo, o que você pode fazer através do seu próprio site de vendas.

3 – Consultoria

Trabalhar com consultoria é dar conselhos para quem precisa, sobre coisas que você tem mais conhecimento do que elas. Pode ser sobre diversos assuntos, como design de interiores, marketing, problemas legais, finanças, entre outros.

Você pode dar consultoria sobre o que faz diariamente em suas horas vagas e ganhar um dinheiro extra sem sair de casa. Pode começar por pessoas próximas a você, divulgando em suas próprias redes sociais. Hoje a consultoria online está em alta, o que pode ser uma boa para você que está começando.

Para começar a dar consultoria, você precisa investir em marketing e divulgação do seu trabalho. Uma boa estratégia é aliar o marketing digital com a sua rede de contatos, tanto física, quanto online. Existem sites de consultoria online com renome, como é o caso da DNA de vendas, você pode tentar fazer parceria com essas empresas já prontas. Com o tempo, conforme for aumentando seu número de clientes, pode pensar em criar sua própria empresa de consultores.

4 – Coaching

O coach é o profissional que vai te ajudar a eliminar suas inseguranças e fortalecer o seu mindset para construir hábitos adequados através do seu autoconhecimento. Ele tenta fazer você enxergar seu potencial além dos seus medos ou qualquer outro comportamento limitante que possa ter. A intenção é te tirar do seu estado atual e levar para o estado desejado, em um curto espaço de tempo.

Coaching é uma carreira que pode ser exercida por qualquer pessoa, independente da área de atuação ou formação acadêmica. Diferentes perfis podem se tornar um Coach de sucesso, gestores, psicólogos, nutricionistas, jornalistas, engenheiros, advogados, etc. Caso você acredite que essa seja a sua vocação, pode fazer um curso online e começar a especializar nessa área.

Desemprego!Problemas que ele causa!

desemprego

Desemprego:O trabalho, além de ser um apoio financeiro ou salarial, na maior parte das vezes também pode ser considerado uma fonte de bem-estar e equilíbrio psicológico e/ou social. Desse modo, quando não há emprego, são geradas várias mudanças na vida da pessoa que fazem com que valha a pena dedicar um artigo à psicologia do contexto do desemprego.

Quando uma pessoa procura emprego pela primeira vez ou trabalhou durante anos e de repente se vê em uma situação de desemprego, pode acabar por experimentar uma série de transformações emocionais, psicológicas e sociais. Comparativamente às pessoas que têm trabalho, as pessoas desempregadas correm o dobro do risco de sofrer de problemas psicológicos, tais como depressão, ansiedade, sintomas psicossomáticos, baixo bem-estar psicológico e autoestima baixa.É preciso levar em conta que a situação de desemprego é uma experiência que transcende a objetividade da falta de ocupação, já que é vivida e interpretada de diferente formas de acordo com uma série de circunstâncias individuais, incluindo os recursos psicológicos que a pessoa afetada dispõe e o ambiente em que vive.

Segundo as diferentes pesquisas realizadas e a opinião de especialistas profissionais, encontramos uma série de fases e fatores comuns em relação aos efeitos psicológicos que podem surgir na situação de desemprego. Na continuação deste texto iremos tratar de identificá-los.

Desemprego:Fases que uma pessoa enfrenta depois de perder o emprego

Geralmente, a primeira reação perante a chegada do desemprego é a perplexidade com uma mescla de ceticismo e medo. Semelhante a uma situação de choque na qual estão presentes sentimentos de desorientação e confusão, acompanhados de uma sensação de fracasso e incapacidade de fazer planos para o futuro.

Mais tarde, segue-se uma fase de recuperação, caracterizada por um otimismo irreal, tendo a impressão de “estar de férias”, o que implica que apesar de tudo, a pessoa não se considera como desempregada. Dessa forma, a perda do emprego é percebida como algo temporário.

Mas se a conjuntura não se reverte, é criada uma situação em que a pessoa já não pode continuar a viver sua condição como se estivesse de férias e, nesse momento, é assaltada pelo medo de que o seu estado de desemprego se prolongue pelo tempo. É nessa altura que a pessoa começa a fazer um esforço mais incisivo para encontrar trabalho, obtendo as primeiras experiências de rejeição.

Quando todos os esforços não dão resultado, o indivíduo se sente pessimista e pode apresentar sintomas de ansiedade, com períodos de melancolia e irritabilidade, e em muitos casos com a aparição de transtornos psicofisiológicos. Nesta fase, são cruciais o apoio familiar e as habilidades de enfrentamento da pessoa.

Posteriormente tem lugar o reconhecimento da própria identidade de desemprego junto com todas as suas características psicológicas. Aparecem ideias fatalistas enquanto a procura de emprego é reduzida, sem ter perspectivas de sucesso. Deste modo, o indivíduo vê o desemprego como um fracasso pessoal em vez de social, o que o conduz ao isolamento. 

Com o passar do tempo, a experiência social é empobrecida devido à alteração da estrutura da vida cotidiana e pela tendência de se afastar da vida social, ao se sentirem envergonhados e inseguros. Situação que se agrava regularmente pela indiferença e desprezo por parte dos outros que o consideram fraco. Assim sendo, não é raro a pessoa entrar numa espiral depressiva, onde sua capacidade de enfrentamento ativo é cada vez mais fraca e a probabilidade de sucumbir a determinadas tentações, como as drogas, é cada vez maior.

Negócios em casa!Veja as vantagens!

negócios em casa

Negócios em casa em meio a situação atual o meio corporativo continua a gerar notícias e a Internet torna o teletrabalho cada vez mais produtivo, cada vez mais empreendedores estão descobrindo os benefícios de administrar negócios fora de casa. Se você deseja sair da corrida dos ratos, passar mais tempo com a família e os amigos e viver uma vida mais equilibrada, um negócio em casa pode ser a decisão certa para você.

Aqui estão 10 razões pelas quais vale a pena trabalhar em casa:

  1. Liberdade pessoal. Se você está acostumado a passar horas no trânsito de e para o trabalho todos os dias, algumas das vantagens mais empolgantes para iniciar um negócio em casa são sua nova liberdade e a recuperação do tempo perdido. De repente, com um negócio em casa, você tem essas horas extras para recuperar o controle de sua vida pessoal. Além disso, não há chefes, código de vestimenta, horário de trabalho definido e política de escritório para manobrar. Tudo o que você precisa é de habilidades pessoais de disciplina, disciplina e gerenciamento de tempo.
  2. Você fica com o dinheiro que ganha. É um princípio simples: quanto mais você trabalha, mais dinheiro você pode ganhar. Seu potencial de ganhos é diretamente proporcional ao seu desempenho, para que você não precise esperar por um aumento ou uma promoção. Você trabalha mais e produz mais. Você também economizará combustível e comida. Preparar o almoço em casa é mais econômico e oferece uma boa pausa no seu dia de trabalho.
  3. Maior oportunidade. Com tantas empresas e indústrias em crise, iniciar sua própria empresa em casa significa que você pode criar suas próprias oportunidades de geração de renda. As boas perspectivas de emprego podem ser escassas em alguns setores, e as oportunidades promocionais nas principais empresas também estão diminuindo.
  4. Menos risco. Administrar uma empresa em casa exige muito menos dinheiro da startup do que uma empresa independente, ou mesmo um local de franquia. E assim que sua empresa estiver em funcionamento, é mais barato e fácil de manter do que um local comercial separado.
  5. Vantagens fiscais. Existem várias vantagens fiscais em ter sua casa e escritório sob o mesmo teto. Você pode deduzir parte das despesas operacionais e de depreciação da sua casa como despesas comerciais. Pode ser uma porcentagem de sua hipoteca, impostos sobre a propriedade, seguros, serviços públicos e / ou despesas de manutenção da casa.
  6. Mais tempo para amigos e família. Isso é especialmente importante para os pais de crianças em idade escolar: você pode ver as crianças na escola e na maioria dos dias estar em casa quando elas retornarem. Além disso, se alguém estiver doente, é mais fácil deixar a mesa da sua casa do que uma no escritório de outra pessoa.
  7. Menos estresse. É um pouco menos estressante lidar com as demandas do trabalho e da família quando você sabe que pode ficar em casa para cuidar de uma criança doente e geralmente definir seu próprio horário.
  8. Oportunidades de crescimento profissional. Ser seu próprio chefe dá a você a chance de usar muitos chapéus: diretor de vendas, profissional de marketing, estrategista, gerente de desenvolvimento de negócios e muito mais. Isso fornece uma visão e experiência de todos os aspectos da administração de um negócio, o que, por sua vez, o torna ainda mais comercializável.
  9. Produtividade aumentada. Agora que você não precisa mais reservar tempo e energia para deslocações ou uma sucessão de reuniões inúteis, deve ter muito mais tempo e energia para tornar seu negócio um sucesso.
  10. Uma saída criativa. O lançamento de sua casa os seus negócios em casa pode ser uma oportunidade para você dar à luz suas paixões e hobbies e criar uma saída geradora de dinheiro para seus talentos únicos e criativos.
negócios em casa

Como Trabalhar em Casa:3 Ideias

Como trabalhar em casa:

Como Trabalhar em Casa essa talvez seja a pergunta que você está se fazendo e está insatisfeito (a) com seu trabalho atual? Deseja apenas ganhar uma renda extra? Quer passar mais tempo com a família? Não está conseguindo emprego no trabalho tradicional? Está com vontade de inovar e fazer algo diferente? Deseja trabalhar em casa e ganhar dinheiro?

Seja qual for o seu motivo, ou se você simplesmente está cansado(a) de levar uma vida mediana, você está no lugar certo para aprender como trabalhar em casa e ganhar dinheiro com as melhores oportunidades e ideias de negócios e de trabalho em casa.

Merecemos uma vida mais confortável, com mais segurança e dinheiro para pagar o que precisamos, gostamos e merecemos ter.

como trabalhar em casa.

Como trabalhar em casa!Quero e Preciso Trabalhar em Casa ! Mas Como Escolher e Qual Ideia de Trabalho Posso Exercer ?

Devo te dizer que o trabalho em casa está em alta e é cada vez mais lucrativo, seja para você trabalhar em casa, de modo online ou presencial, pois é um meio simples e acessível para você que está disposto (a) a aprender.

Ter um emprego em casa já é realidade. Você já deve ter percebido que deve haver um trabalho para fazer em casa que se adeque ao seu momento de vida, ou ainda, às suas habilidades.

Não é à toa que grandes empresas de sucesso, como a Amazon por exemplo, ter decidido contratar mais de 5 mil funcionários para trabalharem de seus lares em 2018 e 2019. Cada vez mais veremos empresas oferecendo empregos e maneiras de trabalho em regime de home office.

E Você não precisa tentar reinventar a roda para trabalhar em casa, ser um profissional qualificado e ter ganhos financeiros.

O que você precisa são dicas e oportunidades REAIS para trabalhar em casa, um direcionamento para colocar seus conhecimentos em prática de uma maneira profissional e transformar tudo isso na sua fonte de renda.

Uma das grandes vantagens de ter o SEU próprio negócio para trabalhar em casa é que você escolhe a forma como quer gerenciar seu tempo e empreender! Então, como trabalhar em casa e ganhar dinheiro ?

como trabalhar em casa

A seguir estão as melhores oportunidades e ideias para trabalhar em casa para esse ano de 2020, para que você possa conhecer mais e escolher a que você mais se encaixar no seu perfil atual e assim iniciar ainda hoje seu trabalho home office, no conforto do seu lar:

Atualizada: Listas das Ideias e Oportunidades [INFALÍVEIS] de Trabalho em Casa Para Ganhar Dinheiro por Conta Própria

Veja a Lista Completa Abaixo com ideias para trabalhar de casa ou em home office:

  1. Preste Serviços para Empresas Terceirizadas

Você sabia que é possível prestar serviços como um contratado terceirizado de grandes empresas como Google, Facebook, Instagram e outras milhares de empresas, e ainda receber seus pagamentos em dólar ?

Pois é, essa é a realidade atual de muitas pessoas que estudaram o passo a passo para saber como encontrar as melhores vagas e serviços disponíveis que pagam muito melhor que outras empresas.

Você não precisa ter graduação e não precisa investir em NADA para começar a mudar de vida. ​O que você precisará é de força de vontade, acesso à internet, uma dedicação mínima de até 4 horas por dia e ​Nada mais… Para você entender melhor esse ramo de trabalho, veja a imagem abaixo:

prestar-serviço-para-empresa-terceirizada

Você vai fazer um passo a passo bem SIMPLES, porém ninguém nunca te ensinou isso antes.

  1. Você vai se cadastrar nas diversas empresas parceiras;
  2. Você vai começar a prestar os serviços como avaliador – não é necessário ser formado ou ter experiência;
  3. Você vai receber seu Pagamento na sua carteira Virtual.

Simples, prático e rentável. Para saber mais sobre como você pode iniciar a prestar serviços ainda hoje, clique abaixo e assista o vídeo até o final:

  1. Tenha uma Loja Virtual (E-commerce)
como trabalhar em casa

Sem dúvida essa é uma das oportunidades mais lucrativas para você trabalhar por conta própria: Ter uma loja virtual.

E o melhor: Não é necessário nenhuma experiência nessa forma de trabalho e não precisa investir em estoque de mercadorias.

Atualmente, a maioria das pessoas, antes de fazerem compras, fazem pesquisas em casa para verificarem o melhor custo benefício de um produto/serviço antes de adquiri-lo. Logo, o número de lojas virtuais está aumentando e com ótimo faturamento.

Desse modo, se você já tem produtos basta que contrate um serviço de e-commerce e disponibilize estes produtos a venda pela internet.

Por outro lado, se você ainda não tenha nenhum produto/serviço, existe a possibilidade de você ser parceiro(a) de alguma empresa e trabalhar como uma “franquia” dessa loja para iniciar a divulgação e ganhar comissões sobre todas as vendas efetuadas por você.

O mercado oferece várias alternativas para isso, porém poucas realmente são lucrativas. Mas Calma !

No vídeo abaixo, do especialista em e-commerce Caio Ferreira, ele mostra o resultado de algumas lojas dele e como ele utiliza um dos únicos sistemas que realmente funcionam nesse mercado. Você poderá criar uma loja virtual mesmo que não saiba nada sobre esse mercado e sem precisar investir 1 centavo se quer em estoque de mercadorias.

  1. Trabalhar com Marketing Digital em Casa
como trabalhar em casa

Uma das melhores formas para trabalhar em casa vem através do marketing digital – uma ferramenta PODEROSA que tem a capacidade de atrair pessoas ao redor do mundo para o seu negócio ou de terceiros.

E a melhor opção para você trabalhar em casa online com este tipo de serviço é trabalhar como afiliado utilizando algumas técnicas de marketing digital. Esta é uma excelente oportunidade e dica de como trabalhar em casa com negócios online se você é iniciante. Veja abaixo como funciona:

marketing-digital-para-afiliados-esquema-geral

Muitas pessoas estão deixando seus empregos atuais e dedicando seu tempo exclusivamente ao mercado de afiliação. Você não precisa saber absolutamente NADA sobre esse nicho. Basta VONTADE e DEDICAÇÃO!

Fazer um bom trabalho vai te garantir novas indicações e comissões mais altas. Você terá tempo para ir se especializando e testando as técnicas diferentes e assim fazer seu trabalho de casa crescer.

Com um bom conhecimento nesta área você poderá, em pouco tempo, ter ganhos expressivos de casa sendo um especialista em Marketing Digital como afiliado. Clique em Saiba Mais AGORA e saia do vermelho, trabalhando como afiliado, através do potencial de ganhos através da internet.

Como Ganhar Dinheiro em Casa! Veja as Dicas

como ganhar dinheiro em casa

Como Ganhar Dinheiro em Casa?Existem muitas ideias para ganhar dinheiro em casa, neste artigo vou sugerir dicas vale a pena conferir:

Você gostaria de trabalhar em casa? Muitos brasileiros têm o mesmo desejo, especialmente aqueles que nos últimos meses engrossaram a lista de desempregados.

Mas calma: há espaço para todos que aliam seu perfil empreendedor a uma boa e criativa ideia de negócio.

Veja 23 ideias para trabalhar no conforto do lar

Trabalhar em casa, como tudo na vida, tem prós e contras. Mas pergunte a alguém que alimenta esse sonho se as vantagens não se sobrepõe aos riscos e dúvidas. Para muitas dessas pessoas, falta só encontrar uma boa ideia de negócio. Se esse é o seu caso, dê uma olhada nas 23 opções a seguir e comece a planejar hoje mesmo a sua carreira empreendedora.

1. Como Ganhar Dinheiro em Casa:Bijuterias

Você sabia que o mercado nacional de bijuterias e semijoias movimenta mais de R$ 600 milhões por ano em vendas? Que tal tirar a sua fatia desse montante? Você pode montar um negócio na própria casa e vender pela internet, explorando o potencial das redes sociais, ou receber os clientes em sua residência. Se preferir, essa é uma excelente alternativa de negócio porta a porta.

2. Como Ganhar Dinheiro em Casa:Aulas particulares

Você tem alguma habilidade ou formação que possa torná-lo um professor? Pode ser reforço escolar, música, idiomas ou qualquer outra área na qual seja um especialista. Para dar certo, além de uma boa divulgação (mais uma vez, as redes sociais são parceiras), é preciso criar um espaço profissional em sua casa para receber os alunos.

3. Como Ganhar Dinheiro em Casa:Blog

Ganhar dinheiro com blog não é exatamente fácil, pois a concorrência é gigante. Além disso, não é um tipo de atividade que gere renda imediata. Mas vamos falar de boas notícias: para quem está sem emprego, ser blogueiro não custa nada e pode ser muito prazeroso escrever sobre o que gosta. A dica é ler muito, buscar dicas e se especializar.

3. Como Ganhar Dinheiro em Casa:Doces e salgados

O brasileiro é um povo que adora uma festa, não é mesmo? Tem aniversário, formatura, casamento, dia das mães e dos pais e por aí vai. O que não faltam são oportunidades de reunir amigos e familiares para saborear deliciosos doces e salgados. E nessas ocasiões alguém sempre tem uma cozinheira de mão cheia para indicar. Por que não pode ser você?

4. Maquiagem

Você tem habilidade para se maquiar? É elogiada pelas amigas por isso? Virou a maquiadora oficial da turma? Talvez você esteja perdendo tempo. Adapte um espaço na sua casa para deixar as mulheres ainda mais belas com o seu talento. Capriche no visual, pois uma boa propaganda boca a boca é o segredo do sucesso nessa atividade.

5. Lembrancinhas

Quem é adepto do “faça você mesmo” certamente tem histórias para contar de lembrancinhas que fez em eventos de família, como nascimentos, chás de bebês e aniversários. E agradou bastante, não foi? Então, por que não apostar nesse talento como uma fonte de renda? Criatividade você já tem.

6. Bonsais

Cultivar bonsais em casa certamente não é para qualquer um. É preciso ter uma conexão com a natureza, paz de espírito e delicadeza para lidar com plantas tão pequenas e sensíveis. Mas dizem que, mais do que uma profissão, é uma terapia incrível. Dias melhores, clientes felizes e dinheiro no bolso: precisa de mais?

7. Oficina de bicicletas

As bikes estão na moda com sua proposta de transporte sustentável e não poluente. As cidades vêm acordando para essa realidade e as ciclovias começar a ganhar forma. Mas sempre há necessidade de trocar um pneu, repor uma peça ou fazer ajustes. E uma oficina de bicicleta não ocupa muito espaço, podendo ser projetada na própria garagem de casa.

8. Webdesigner

Você concorda que a vida é cada vez mais online, certo? Todo mundo está na internet e isso inclui empresas de qualquer porte, pois elas também precisam falar com seus públicos através de um website. Ser o desenvolvedor desse espaço pode se tornar bastante rentável. Mas não mire a lua logo de início. Faça um curso e comece criando para negócios na sua cidade ou bairro. Aos poucos, seu trabalho será reconhecido.

9. Tradução de textos

Você fala outro idioma? A demanda por tradução de textos é grande. Basta se cadastrar em sites que contratam freelancers na internet para ver como a cada dia novas demandas surgem. Mas é preciso separar o joio do trigo, verificando a seriedade das propostas para que seu trabalho seja bem remunerado. O começo é o mais difícil. Depois, o negócio engrena.

10. Reforma de brinquedos

Não são apenas as crianças que têm apego por seus brinquedos. Há muitos adultos que demonstram verdadeira paixão por seus objetos de infância, muitas vezes com uma extensa coleção de itens. Mas nem todos estão em boas condições e acabam precisando de ajustes. Se você tem habilidade, pode se candidatar a devolver a vida para eles e arrancar sorrisos e emoções de seus donos.

11. Restauração de móveis

Outra atividade que exige habilidade manual, mas está muito na moda a partir de um conceito de decoração vintage. Tem muita gente recuperando móveis da antiga casa da vovó para dar uma repaginada e colocar em destaque na montagem da sala. Na sua garagem há espaço para uma oficina? Então, mãos à obra!

12. Dropshipping

Quem atua no dropshipping faz o papel de intermediário entre o cliente e o fornecedor. Funciona assim: você monta uma loja virtual onde expõe os produtos, mas não tem nada em estoque. Quando o cliente se interessa, você faz o pedido. Mas atenção: a negociação precisa ser transparente e pode haver custos altos quando o item vier do exterior.

13. Produção de conteúdo

Nós já falamos sobre ter um blog, mas que tal produzir textos para outros blogs? A atividade, também chamada de ghostwriter, está cada vez mais popular dada a grande demanda do mercado. Mas a competitividade também é alta, então, é preciso ter um bom texto, não fazer cópias e demonstrar comprometimento quanto a prazos.

14. Cabeleireiro

Há quem diga que cuidar dos cabelos é talento. Outros, que exige conhecimento. Se você gosta da atividade e acredita ter habilidade, talvez só falte um cursinho para ingressar na carreira. E pode desenvolver o trabalho na própria casa. Mas é importante demonstrar profissionalismo, disciplinando-se quanto a horários e ter um ambiente exclusivo para atender aos clientes.

15. Bolos caseiros

Esta nem precisa de data especial para vender igual pãozinho quente na padaria. Todo dia é dia de comer um bolo saboroso na companhia de um café. Conte para seus vizinhos a novidade. Eles certamente irão provar suas receitas e espalhar a notícia. Para incrementar, uma divulgação nas redes sociais com belas fotos sempre ajuda.

16. Lavagem de veículos

Uma lavadora de alta pressão é o principal equipamento que você vai precisar para lavar carros no próprio pátio da residência. Mas é importante ter um bom espaço para separar totalmente a atividade da casa. Se preferir, há até mesmo franquias com conceitos inovadores (como lavagem a seco) para trabalhar no conforto do lar.

17. Desenhista e ilustrador

Quem é bom no desenho pode trabalhar em casa e ganhar dinheiro de várias formas. Ilustrações em veículos de comunicação, peças publicitárias e quadrinhos são só algumas delas. O melhor é que você pode trabalhar no próprio quarto e ainda divulgar suas criações para todo o mundo, a partir da internet.

18. Como Ganhar Dinheiro em Casa:Agência de turismo

O brasileiro adora viajar e o que não falta no nosso país são belos roteiros. Muitas pessoas se sentem mais seguras quando há um especialista cuidando de todos os detalhes e é justamente o papel de uma agência de viagens. Esse é outro negócio que conta com franquias para trabalhar em casa, mas se preferir, você pode abrir uma empresa com marca própria.

19. Como Ganhar Dinheiro em Casa:Produtos aromáticos

Você gostava das aulas de química na escola? Que tal levar um pouco dessa nostalgia para a sua casa? Não, não será preciso montar um laboratório e fazer experiências com diferentes elementos. A ideia é ter uma estrutura para produzir desde velas a sabonetes. Na internet, você aprende como fazer e ainda encontra formas de vender. E o cheirinho que fica na casa é um bônus.

20. Consultoria nutricional

A formação em nutrição abre diversas portas, desde o trabalho em clínicas e hospitais, até escolas, restaurantes e vários outros estabelecimentos. Mas se você quer atuar na própria casa, também pode. A consultoria consiste em elaborar cardápios e indicar dietas especiais. Para receber seus clientes e pacientes em casa, não esqueça de ter um espaço com a cara de um consultório.

21.Como Ganhar Dinheiro em Casa: Secretaria remota

Talvez seja novidade para você, mas muitas empresas tem apostado no serviço de secretaria remota para demandas que antes eram realizadas internamente. Recebimento de ligações, transferências de chamadas e prospecção de clientes são algumas das atividades realizadas de casa, pelo telefone. Só é preciso garantir a privacidade do seu espaço para não haver interrupções.

22. Como Ganhar Dinheiro em Casa:Designer gráfico

Essa é uma clássica atividade para ser exercida em home-office. O profissional que tem habilidade pode criar soluções de comunicação em peças variadas, como anúncios publicitários, logotipos, ebooks e jornais. Mas para se destacar em meio à concorrência, é preciso se especializar e se manter atualizado nas tendências.

23.Como Ganhar Dinheiro em Casa: Compositor musical

A música é o seu talento? Talvez você não saiba, mas há no mercado muitas pessoas interessadas no que você faz. Um compositor musical não produz apenas canções para que façam sucesso nas rádios. Ele pode ser chamado para demandas específicas, como a criação de jingles. E o melhor: sem sair de casa, você pode ser descoberto em qualquer lugar do mundo a partir de um vídeo no YouTube.

Como ter sucesso ao trabalhar em casa

Escolheu a sua nova carreira? Então, é chegada a hora de planejar como será trabalhar em casa. Não existe um botão que transforma automaticamente o lugar onde dormiu e acordou em um escritório. Então, o segredo está na sua atitude. Veja o que não pode faltar para ter sucesso no home-office:

Como Ganhar Dinheiro em Casa:Disciplina

Se você acordava todos os dias às 7h para ir ao trabalho e tinha uma rotina relacionada ao antigo emprego, por que agora seria diferente? Você precisa estabelecer horários para trabalhar e dedicar-se às atividades do seu negócio como se o antigo chefe estivesse ao seu lado.

Sabe aquele dia em que você acorda de mal com o mundo, chove, faz frio e você gostaria de estar em casa e não trabalhando? Bem, esqueça que está realmente em casa e aja como se estivesse na empresa, sem poder se dar ao luxo de tirar uma soneca.

Como Ganhar Dinheiro em Casa:Limites

Para quem tem familiares em casa, pode ser complicado fazê-los entender que você está trabalhando e não pode dar uma parada para brincar com o filho, levar a esposa no supermercado ou assistir ao jogo do time do coração ao lado do seu pai.

É preciso compreender que as pessoas à sua volta não irão se comportar da mesma forma que fariam se você estivesse fazendo as mesmas coisas, mas dentro de uma empresa. Mas não é por mal que agem assim. Na sua casa, por desconhecimento, é como se não fosse trabalho de verdade. Sua tarefa é, aos poucos, convencê-las do contrário.

Como Ganhar Dinheiro em Casa:Foco

Sempre haverá aquela atividade um pouco mais maçante e que você quer adiar. Um telefonema para um cliente que costuma falar pelos cotovelos, um documento a preencher, um longo parecer que precisa ler.

Não faltarão “convites” para deixar a tarefa para depois, mas tenha foco e faça igualzinho como faria se estivesse no antigo emprego. Simplesmente cumpra com o que está ali à sua frente.

Organização

A bagunça ainda não é uma aliada da produtividade, mas a organização, sim. Ter seu ambiente de trabalho definido na casa, com tudo no seu devido lugar e nada improvisado já ajuda bastante. Cuidar da iluminação e da ergonomia não é supérfluo. E nada de pijama e pantufas: vista-se adequadamente, pois você está trabalhando.

Considerações finais

Este artigo trouxe 23 ideias de negócios para trabalhar em casa ou a partir dela. Certamente, muitas outras existem e abrangem os mais variados níveis de conhecimento e escolaridade. Fica claro que, para quem deseja ter uma empresa no conforto do lar, opções não faltam. Mas o sucesso não depende apenas disso.

Como vimos nas dicas finais, é preciso encarar o home-office como se estivesse dentro de uma empresa, na condição de empregado. Ser chefe de si mesmo não deve abrir margem para regalias que prejudiquem o cumprimento das atividades. Trabalhando em casa, as tarefas são as mesmas, mas a responsabilidade é maior. Você está preparado?

Cuidados com o bebê: 25 perguntas e respostas

cuidados com o bebê

Cuidados com o bebê!Como sei se ele está com cólica ou fome? Tem diferença no tipo de choro?

1.Cuidados com bebê! Qual a maneira correta de limpar o umbigo do recém-nascido?

Umedeça um cotonete (ou algodão) com álcool a 70% (adquirido em farmácia) e passe na superfície do curativo pelo menos três vezes ao dia. Tenha o cuidado de limpar todo o entorno do umbigo para evitar infecções. Continue fazendo a limpeza até três dias após a queda do umbigo.Ter cuidados com o bebê e seu umbigo é essencial.

2. Cuidados com o bebê!Como sei se ele está com cólica ou fome? Tem diferença no tipo de choro?

O choro causado pelo desconforto das cólicas intestinais é diferente do da fome. Mas fique tranquila, pois, com o tempo e a convivência, você aprende a distinguir cada chorinho: fome, frio, sono, calor, xixi, fralda apertada, dor, mimo e assim por diante. No caso da cólica, considere que é uma situação transitória, mais frequente no fim da tarde e à noite. Em geral, as queixas começam na segunda semana de vida do bebê e cessam no quarto mês. É um choro intenso e súbito, que deixa a criança irritada e agitada até três horas por dia. Além disso, diferentemente do que acontece na fome, dar o peito não resolve.

3. Cuidados com o bebê!O que posso fazer para aliviar as cólicas?

As cólicas são o resultado de um processo natural do desenvolvimento gastrointestinal da criança e que dura de três a quatro meses. Portanto, procure manter a calma diante do choro do seu bebê. A ansiedade do adulto só faz piorar a situação. Ambiente tranquilo e música suave são sempre bem-vindos. Banho morno (em posição fetal) também. O mesmo se aplica a compressas mornas na barriguinha com toalhas felpudas passadas a ferro. Elas têm um efeito analgésico (mas teste antes o calor da toalha em sua própria face). Outra dica: movimente as pernas do bebê, fazendo-o pedalar no ar. Esse exercício pode ajudá-lo a eliminar o excesso de gases. Procure ainda massagear a barriguinha do bebê no sentido horário. Agora, o mais importante é ter paciência para acalmar o bebê, aconchegando-o no colo, barriga com barriga, ou apoiado de bruços na extensão do seu antebraço. E atenção: oferecer chás entre as mamadas pode prejudicar a amamentação, além de não resolver as cólicas. Já os remédios “contra gases” têm pouca eficácia.

4. Cuidados com bebê:É verdade que a minha alimentação pode influenciar nas cólicas do bebê?

Esse é um tema ainda controverso. Faltam mais estudos científicos, mas existem relatos de que alguns alimentos ingeridos pela mãe deixam os bebês mais agitados. É o caso de chocolate, refrigerantes, café, alguns tipos de chá e até mesmo o próprio leite de vaca. Soja, trigo e nozes presentes na dieta da mãe também são suspeitos de provocar cólicas nos bebês.

5. O que faço para ter mais leite?

O leite materno é produzido sob demanda. Quanto mais o bebê suga, mais você o produz. Em outras palavras, confie na sua capacidade de amamentar e tudo ficará bem. Agora, para tornar essa tarefa ainda mais tranquila, existem algumas dicas básicas. Procure oferecer o peito com frequência, sempre que o bebê quiser, de dia e de noite, a qualquer hora. Livre demanda. Certifique-se de que ele está bem acomodado no seu colo e pegando o bico da mama corretamente. As duas mamas devem ser esvaziadas a cada mamada, alternando a ordem de início (comece uma mamada com o peito que terminou a última). Beba mais líquido (pelo menos de oito a dez copos por dia) e repouse entre as mamadas. Fuja do estresse, que atrapalha, e muito, o afluxo de leite. Sessões de relaxamento com massagens no dorso das costas costumam aliviar as tensões. A divisão das tarefas tanto da casa quanto do bebê também. No caso de bebês prematuros, que não podem mamar, faça você a ordenha. Isso ajuda a manter a produção. E ainda dá para fazer doações a bancos de leite.

6. Meu bebê quer mamar o tempo todo. Isso é normal?

Normalíssimo. O bebê mama, em média, a cada três horas, ou seja, de oito a dez vezes por dia. Alguns, porém, podem encurtar esses intervalos, ficando entre 12 e 15 mamadas em menos de 24 horas. É a maneira que eles têm de estimular a produção de leite e ajustá-la à sua necessidade de crescimento. Daí a importância de dar o peito sempre que o bebê requisitar. Ele sabe o quanto precisa.

7. Qual a posição correta de colocar o recém-nascido para dormir: de lado, de bruços?

O ideal é deixá-lo de lado ou de barriga para cima. Nessas posições, eles correm menos riscos de se engasgar com leite ou se asfixiar no travesseiro. O uso de almofadas em forma de triângulos para escorá-los não tem contraindicação. Mas evite colchões muito macios, cobertores fofos e mantas grossas. Além disso, o ambiente deve ser arejado e as roupas da criança adequadas.

8. Toda vez que dou de mamar, preciso fazer o bebê arrotar?

É muito importante colocar o bebê para arrotar após cada mamada (fazendo isso, você previne que ele regurgite e, pior, engasgue com o leite). Mas isso não significa que ele vai, de fato, soltar os gases do estômago. Algumas vezes, o bebê simplesmente não arrota. Seja como for, mantenha o ritual do arroto, posicionando o pequeno junto ao ombro, na vertical, e dando tapinhas sutis em suas costas. Só assim você dará à criança a oportunidade de eliminar o ar que engoliu – que pode vir acompanhado de leite. Agora, se ele não arrotar entre 20 e 30 minutos, tudo bem. Por precaução, procure apenas colocá-lo no berço de barriguinha para cima com a cabeceira suspensa. Importante: bebês que mamam em mamadeiras merecem atenção redobrada no quesito arroto, uma vez que costumam engolir mais ar por causa das diferenças entre os bicos.

9. Qual o melhor momento para furar a orelha da minha filha?

Não existe um prazo preestabelecido. Alguns afirmam que o brinco já pode ser colocado logo que o bebê sai da maternidade.

10. Como faço para desentupir o nariz do bebê?

Limpe as narinas do bebê com soro fisiológico. Ele deve ser aplicado com um conta-gotas ou spray nasal. Inaladores e umidificadores também são bastante eficazes, principalmente se o ar estiver muito seco. E atenção: jamais tente introduzir cotonetes no nariz de um recém-nascido, pois os canais são estreitos e podem sofrer lesões. O mais indicado nesse caso são bombinhas manuais de sucção, aquelas que parecem uma pera.

11. Vou voltar a trabalhar, mas meu bebê só aceita mamar no peito. O que faço?

Salvo exceções, o bebê deve ser alimentado exclusivamente pelo leite da mãe até os 6 meses de idade. E o ideal é que ele mame diretamente no peito. Agora, se você precisa voltar ao trabalho antes disso, existem opções. A primeira delas é interromper seus afazeres para dar de mamar para a criança. Uma segunda alternativa é ordenhar o próprio leite e deixá-lo armazenado na geladeira antes de sair de casa (24 horas na geladeira ou 30 dias no congelador). Aqui é importante procurar a ajuda de profissionais de saúde para aprender a retirar o leite e oferecê-lo ao bebê pela técnica do copinho. A mamadeira pode fazer com que a criança largue o peito antes do tempo desejado. Por fim, para crianças acima de 6 meses, as papinhas podem e devem ser introduzidas.

12. Como sei que meu bebê tem refluxo?

O refluxo é mais comum entre bebês prematuros, mas também acomete os “nascidos a termo” (esse é o nome técnico). Vômitos após as mamadas (leite in natura), perda de peso, irritação, tosse e sono agitado durante a noite podem sugerir o refluxo. Se for esse o caso do seu filho, consulte o pediatra dele para confirmar o diagnóstico. Agora, se a criança dá apenas algumas golfadas porque mamou muito ou não arrotou direito, não se preocupe, pois isso é normal. Mesmo porque, a válvula que impede a volta do leite ainda é imatura.

13. Meu filho dorme bem durante o dia e passa a noite acordado e chorando. Como faço para mudar esse hábito?

Tenha paciência. Ele provavelmente adquiriu esse hábito porque se acostumou com a presença de alguém sempre por perto para acalmá-lo à noite. É importante que o bebê só mame quando tiver fome. Se a cada grunhido os pais se levantam, fazem barulho ou acendem luzes, a tendência é que a criança desperte mesmo. Pior ainda se oferecerem chazinho ou pegarem no colo. Tente deixar o pequeno choramingar um pouco – às vezes, o sono logo volta. Porém, se seu filho trocou os horários de vez, é preciso fazê-lo entender que existe dia e noite. Pelas manhãs e à tarde, deixe janelas abertas para o sol entrar e o ar circular, sobretudo durante o sono. Nesses períodos, desperte a criança para que ela mame a cada três horas e faça com que fique acordada por algum tempo. No horário noturno, apague luzes, explique brandamente que chegou a hora do sono e resista à tentação de se levantar a cada 15 minutos só porque o bebê emitiu algum som. E tenha calma para tirar a mamada da madrugada. Faça isso aos poucos.

14. Com quantos meses posso colocar meu bebê na piscina?

Por prudência, espere pelo menos até o terceiro mês de vida, quando o bebê já terá completado o primeiro ciclo de vacinação. Mas inspecione as condições da piscina. O ideal é que o tratamento da água seja feito à base de sal e não de cloro – que pode ser prejudicial para a pele da criança em dosagens erradas. Observe também a limpeza tanto da água quanto de bordas e demais superfícies. E verifique se a temperatura é confortável, entre 30 e 32 graus. O pH da água é outro item a ser considerado. Ele deve girar em torno de 7,2 para evitar que os olhos do bebê ardam durante os mergulhos. Por fim, tome cuidado com o bebê com correntes de ar frio ao retirar o bebê da piscina. Agasalhe-o logo, protegendo principalmente ouvidos, peito, costas e cabeça.

15. Eu e meu marido nos separamos. Isso pode prejudicar de alguma forma nosso bebê?

É claro que o bebê sente. Toda separação gera estresse, e a instabilidade emocional do casal afeta a criança. Mas se o filho se sentir amparado nesse processo, os danos costumam ser mais amenos, principalmente ao se comparar aos prejuízos causados por um casamento sem futuro mantido somente por causa dele. Portanto, o mais importante é que o bebê se sinta amado de forma incondicional pelo pai e pela mãe, se estiverem juntos ou separados.

16. Quando posso levar o recém-nascido para passear na rua?

Use o bom senso. Não existe regra. O ideal é deixar o recém-nascido dentro de casa, protegido de doenças. Cuidados com o bebê quando ele for tomar seu banho de sol no quintal, na varanda, na garagem ou mesmo no quarto de janela aberta. Depois do primeiro mês, aí sim, já dá para pensar em levá-lo para um passeio curto na rua. O mais importante aqui é evitar aglomerações, ambientes fechados, sol forte e friagem, principalmente até o terceiro mês. Ou seja, até as doses das primeiras vacinas estarem completas, nada  de   gente   em   volta   do   carrinho, vento frio ou calor excessivo. Shopping center, então, nem pensar.

17. Bebês prematuros têm desenvolvimento diferente? É preciso cuidar deles de modo especial?

Ele só dorme no colo porque se acostumou a isso. É uma questão de educação. Para mudar o hábito, os pais têm de se policiar também. Comece tentando colocá-lo no berço sem se afastar, até que ele adormeça. Se despertar antes da hora, procure acalmá-lo apenas com a sua presença, sem pegá-lo no colo, até que volte a dormir. Objetos de transição, que lembrem o cheiro da mãe, como um cobertorzinho, também podem ser colocados perto dele. Mas lembre-se de que será preciso muita paciência, firmeza e ternura para reverter o quadro. Procure não se estressar.

18. Como faço para o bebê parar de soluçar?
O melhor método é colocá-lo para arrotar. Isso mesmo. Diferentemente do que pensam muitas mães, o soluço não tem a ver com frio ou umidade. Em geral, ele acontece após as mamadas, justamente quando o bebê está com o estômago cheio. O leite materno e os gases causam o soluço.

19. Meu filho tem 6 meses e só dorme no colo. O que devo fazer para ele dormir sozinho?
Ele só dorme no colo porque se acostumou a isso. É uma questão de educação. Para mudar o hábito, os pais têm de se policiar também. Comece tentando colocá-lo no berço sem se afastar, até que ele adormeça. Se despertar antes da hora, procure acalmá-lo apenas com a sua presença, sem pegá-lo no colo, até que volte a dormir. Objetos de transição, que lembrem o cheiro da mãe, como um cobertorzinho, também podem ser colocados perto dele. Mas lembre-se de que será preciso muita paciência, firmeza e ternura para reverter o quadro. Procure não se estressar.

20. Como sei que meu filho é alérgico à lactose? Quais são os sintomas?

Os sintomas geralmente são aumento do volume abdominal (distensão), cólicas, vômitos e diarreia, que podem se traduzir em dificuldade no ganho de peso. Mas é importante a consulta ao pediatra para realizar o diagnóstico correto, uma vez que os procedimentos variam conforme a situação. Além disso, há dois casos distintos com sintomas semelhantes que devem ser diferenciados: intolerância à lactose e alergia à proteína do leite de vaca.

21. É normal o bebê suar quando mama?

Cuidados com o bebê com a transpiração pode acontecer em razão tanto do esforço que o bebê faz ao mamar como também do calor provocado pelo contato com o corpo da mãe. Por isso, procure locais arejados e frescos para amamentar seu filho.

22. Os bebês podem viajar de avião?

Sim, sem problema. Procure apenas hidratá-lo bastante durante o voo. Isso é importante por causa da pressurização, que reduz a umidade do ar. Dê água ou leite para os mais velhos e o peito para os que ainda mamam.

23. Bebês podem se relacionar com animais domésticos, como cachorros e gatos?

Podem, sim. Tomando os cuidados básicos, não há problema em deixar animais domésticos nos mesmos ambientes que os bebês. Acredita-se, inclusive, que a presença deles possa contribuir para o desenvolvimento do sistema imunológico dos pequenos. Agora, é preciso usar o bom senso. Faça uma adequada higienização tanto dos locais por onde circulam cães e gatos como dos próprios animais. Vaciná-los é outra medida obrigatória. Importante: nunca deixe o animal sozinho com o bebê, mesmo que ele pareça inofensivo. Por ciúme, curiosidade ou outro motivo, ele pode machucar a criança.

24. Devo ferver as mamadeiras diariamente, mesmo para bebês com mais de 6 meses?

Após o sexto mês, não há a necessidade desse tipo de cuidado. O que não significa deixar de higienizar mamadeiras. Cuidados com o bebê nas mamadeiras procure limpá-las muito bem, principalmente os bicos, que devem ser desconectados da rosca a cada lavada para a retirada de resíduos acumulados. Esse procedimento é uma importante medida na prevenção de infecções gastrointestinais.

25. Preciso higienizar a banheira antes do banho?

De preferência, sim. Os bebês se sentam ali e ficam expostos a todo tipo de infecção, por isso tem que ter cuidados com o bebê principalmente as meninas. Por isso, higienize a banheira com água e sabão neutro antes de cada banho.